how to make gifs

Ultimas Notícias:

Cidades

NOTÍCIAS POLICIAIS

MUSICA

ENTRETENIMENTO

FOTOS DE NHAMUNDÁ

Amazonas- Mais de 4,2 mil professores ganham promoção horizontal no Amazonas




O Amazonas assinou nesta quarta-feira (10) o reajuste dos vencimentos de4.250 servidores da educação, dos quais 3.838 são professores e 412 pedagogos, que tiveram aprovada a progressão horizontal de carreira, retroativa ao mês de maio.

Com isso os profissionais das duas categorias, tanto da capital quanto do interior, terão os salários reajustados com índices que variam entre 4,5% (para os que estão em início de carreira) e 14%, como prevê o teto máximo do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) da Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Conforme estabelecido pela Lei 2.871, de 2004, antes de obterem o benefício salarial permanente, os especialistas da educação que tinham direito a concorrer no certame pelo tempo de serviço ao Estado, passaram por uma avaliação individual de desempenho.

Em entrevista, o vice-governador José Melo explicou que esse reajuste na folha de pagamento dos profissionais mostra a preocupação do Estado em gerar oportunidadesa uma das categorias mais importantes do funcionalismo público. Ele disse ainda que os servidores administrativos da Seduc, que se enquadram nos critérios de merecimento da progressão horizontal, também passarão pela mesma avaliação e terão os vencimentos reajustados entre 4% e 8%.

“Foi preciso planejamento e organização para de fato concretizarmos esse acréscimo salarial. Esse  montante liberado vai circular e movimentar a economia, inclusive alavancando novas frentes de consumo nos municípios. Todos saem ganhando nessa virtuose de mercado”, explicou.

O secretário de Estado de Educação, Rossieli Silva, disse que a progressão horizontal chega para somar ao dissídio da categoria, assinado no último mês de abril, que beneficiou os 27 mil servidores ativos da rede estadual de educação com o aumento de 10% dividido em duas parcelas.

“Os primeiros 6,31% já foram pagos em junho, retroativo a março. E em dezembro, serão liberados os outros 3,69%, totalizando os 10%. O impacto na folha da Seduc será de R$ 50 milhões por ano, aproximadamente”, afirmou.

Com o novo reajuste, um professor em início de carreira, por exemplo, que ganha hoje R$ 1.341,01 para 20 horas de trabalho, ganhará, a partir de dezembro, R$ 1.482. Se tiver incluído na lista dos aprovados para progressão horizontal passará a ter vencimento final de R$ 1.541,28.

Para professores com contrato de 40 horas, que recebem R$ 2.690,02, passarão a ter o vencimento de R$ 2.859,76, mais o retroativo dos meses de março, abril e maio. Se tiverem incluídos na lista dos aprovados para promoção horizontal, irão receber R$ 2.974,15.
Fonte e foto: Amazonas Assessoria

OBRIGADO PELA VISITA!